• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Cultura & Arte

16.09.2017 | 03:07

 Compartilhe:

Posse da Diretoria da ALPA e lançamento de livro de João de Sousa Lima, numa noite memorável

Memorial Chesf, quinta-feira, 14 de Setembro

Antônio Galdino - Fotos: Admilson Gomes e Negrito

Foto: Admilson Gomes
Marcos Antonio Lima, da Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano - ALAS

Marcos Antonio Lima, da Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano - ALAS

 

Paulo Afonso viveu um momento mágico com a posse da Diretoria da Academia de Letras do município

Foto: Admilson Gomes
Imortais da Academia de Letras de Paulo Afonso

Imortais da Academia de Letras de Paulo Afonso

 Era uma quinta-feira, 19 horas do dia 14 de Setembro de 2017 quando o Memorial Chesf de Paulo Afonso começou a receber o grande público que logo lotou as instalações do seu auditório de 156 lugares. Muitos, dezenas de outros, ficaram em pé, somando cerca de 200 pessoas para assistirem a dois eventos em um só: a posse da nova diretoria da Academia de Letras de Paulo Afonso e o lançamento do livro Paulo Afonso e a Vila Poty, histórias não contadas, do acadêmico João de Sousa Lima.

Foto: Admilson Gomes
Presidente Francisco Araújo (esq) empossa o novo presidente Antônio Galdino

Presidente Francisco Araújo (esq) empossa o novo presidente Antônio Galdino

Estavam presentes, dentre outros convidados, o prefeito de Paulo Afonso, Luiz Barbosa de Deus, o vice-prefeito Flávio Henrique Magalhães Lima, o Diretor de Cultura, José Renato, o ex-prefeito Anilton Bastos, Dra. Socorro Rolin, Presidente da OAB, Professor Luiz José, Coordenador do Curso de Letras da FASETE, Professora Doutora Cleonice Vergne da UNEB e do CAAPA, o representantes militares, vereadores, empresários, estudantes.

Foto: Admilson Gomes
Edson Mendes, Secretário Geral da UBE/Recife

Edson Mendes, Secretário Geral da UBE/Recife

 O evento foi prestigiado também por dois ilustres defensores da cultura no Nordeste.
Do Recife veio o pauloafonsino Edson Mendes, Secretário Geral da União Brasileira de Escritores - UBE, trazendo uma mensagem desta instituição que comemora em 2018, sessenta anos de vida intensa na defesa da cultura nordestina.

Da vizinha cidade de Santa Brígida, mas representando a Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano(ALAS) - o acadêmico, também pauloafonsino, Marcos Antônio Lima.
Na nova diretoria da ALPA foi empossado no cargo de presidente o acadêmico Antônio Galdino da Silva, professor, escritor, titular da cadeira Nº 14, recebendo o diploma das mãos do antigo presidente o professor, escritor Francisco Araújo Filho.
Antônio Galdino da Silva deu posse à sua diretoria que ficou assim formada:

Foto: Admilson Gomes
João de Sousa Lima, empossado como vice-presidente da ALPA

João de Sousa Lima, empossado como vice-presidente da ALPA

 Presidente – Antônio Galdino da Silva
Vice- Presidente – João de Sousa Lima
Secretária Geral – Maria do Socorro Araújo Nascimento
2ª Secretária – Jovelina Maria Ramalho da Silva
Tesoureiro – Sandro José Gomes
2º Tesoureiro – Francisco Araújo Filho.

Em seu discurso o acadêmico Francisco Araújo Filho, relatou as muitas lutas para criar Academia de Letras de Paulo Afonso, o que se concretizou em 04 de Novembro de 2005 e a sua efetiva instalação no dia 21 de Outubro de 2006.

 

Foto: Admilson Gomes
Francisco Araújo Filho

Francisco Araújo Filho

Foto: Admilson Gomes
Antônio Galdino da Silva discursa como presidente da ALPA

Antônio Galdino da Silva discursa como presidente da ALPA

 A ALPA possui atualmente 16 membros, sendo 11 efetivos, 3 correspondentes e 2 honorários.
Disse ainda o presidente Francisco Araújo, antes de passar o cargo ao novo presidente que, “durante todos esses anos a ALPA funcionou fazendo reuniões itinerantes, em vários lugares da cidade até que em Abril de 2016, o então Prefeito Anilton Bastos Pereira inaugurou antigo prédio do município, na Avenida Getúlio Vargas e ali instalou a Casa da Cultura de Paulo Afonso tendo a Academia de Letras uma sala que homenageia o escritor Euclides Batista Filho, falecido recentemente.”

Em seu discurso, o novo presidente da ALPA, Antônio Galdino da Silva, ressaltou “a importância dos valores culturais do município e pediu que as autoridades presentes tivessem um olhar especial para literatura, apoiando com programas do município a estes produtores culturais, tendo em vista que na história do município, de apenas seis décadas, mais de cinquenta autores já deixaram livros, em prosa e versos sobre esta região”.

Foto: Admilson Gomes
Maria do Socorro Araújo Nascimento - Secretária Geral

Maria do Socorro Araújo Nascimento - Secretária Geral

E acrescentou: “Vamos procurar interagir o escritor e os estudantes criando um projeto chamado o Escritor vai à Escola. Portanto, senhores diretores e diretoras dos Colégios, da Universidades, abram as salas de aulas e suas escolas para receberem os nossos escritores para eles e os seus alunos estabeleçam um conversa, um convívio salutar”.

Foto: Admilson Gomes
Jovelina Ramalho - 2ª Secretária

Jovelina Ramalho - 2ª Secretária

 Entre os palestrantes, o Secretário Geral da UBE, Edson Mendes, fez emocionado discurso destacando a beleza deste evento e cunhou ali, a frase que marcou este acontecimento cultural de Paulo Afonso.
“Nos estamos vivendo em Paulo Afonso, um momento mágico, encantador, que nos toca muito emocionalmente. Começamos ouvindo jovens estudantes de uma escola pública, o Colégio Estadual Carlina Barbosa de Deus,  formando uma orquestra, regida pelo maestro Alexandre Correia, que abriu a sua apresentação tocando as Bachianas e a todos nós causou arrepios de viva emoção. Lindo!”

Foto: Admilson Gomes
Sandro José Gomes - Tesoureiro

Sandro José Gomes - Tesoureiro

Depois, Edson Mendes, saudando o novo presidente da ALPA, seu amigo de infância nas terras pauloafonsinas e toda a nova diretoria, disse “acreditar em um trabalho edificante e crescente em prol da cultura e em especial da literatura” e colocou a UBE como parceira dessa caminhada.

Foto: Admilson Gomes
Francisco Araújo Filho - 2º Tesoureiro

Francisco Araújo Filho - 2º Tesoureiro

 Concluiu Edson Mendes dizendo da vasta experiência e conhecimento do Brasil por onde andou muito desde o tempo em que foi Superintendente do Banco do Brasil e também como professor da Universidade Corporativa daquele banco, “assim como já estive em outros países mas nunca esqueço das minhas raízes, do meu Instituto Municipal de Educação onde estudei, das ruas tortas desta cidade em seus primeiros tempos, do Hospital Nair Alves de Sousa, onde nasci e do Povoado Juá, berço dos meus pais”.

Foto: Admilson Gomes
João de Sousa Lima apresenta seu novo livro

João de Sousa Lima apresenta seu novo livro

O historiador e escritor João de Sousa Lima, autor de 15 livros, a maioria deles com o foco no cangaço, tema em que este autor se especializou e tem sido convidado para palestras sobre ele em todo o Brasil apresentou e logo após fez o lançamento do seu mais novo livro, Paulo Afonso e a Vila Poty, a história não contada em que relata casos e causos de personagens que habitaram o povoado, chamado de Vila Poty, depois cidade de Paulo Afonso, nos seus primeiros tempos de vida.

Foto: Admilson Gomes
Da esq: Lourinaldo Teles e Nely, ao lado do vice-prefeito Flávio Henrique

Da esq: Lourinaldo Teles e Nely, ao lado do vice-prefeito Flávio Henrique

 Dentre os convidados que vieram prestigiar a solenidade e o lançamento do livro de João de Sousa Lima estavam Nely, a filha de Moreno e Durvinha, cangaceiros reencontrados por este escritor que, de sua história nasceu um livro sobre o casal, encontrado em Belo Horizonte, onde mora Nely. Também veio prestigiar o escritor, outro escritor pernambucano, Lourinaldo Teles.

Foto: Negrito
Orquestra do Colégio Estadual Carlina Barbosa de Deus

Orquestra do Colégio Estadual Carlina Barbosa de Deus

A solenidade de posse da nova diretoria da ALPA teve ainda outros grandes momentos musicais com a participação do violonista Rafael di Oliveira executando clássicos da música brasileira e o Coral Chesf de Paulo Afonso, regido pelo maestro Sandro Rogério, que encerrou a sua apresentação neste evento contando a Oração de São Francisco, com o auditório todo de pé.

Foto: Admilson Gomes
Coral Chesf de Paulo Afonso

Coral Chesf de Paulo Afonso

 De fato, foi dia mágico, embalado pela música da melhor qualidade e prestigiado por pauloafonsinos e visitantes amantes da leitura e da cultura.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.