• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Mundo

25.11.2014 | 20:39

 Compartilhe:

Vulcão em Cabo Verde, na África, inativo desde 1995, entra em erupção

O Prof. Francisco Nery, colunista em Paulo Afonso, esteve no pé do vulcão no mês passado.

Francisco Nery Júnior e fotos (Nery e Ângela)

Ângela Nery.
Professor Francisco Nery, na Terra do Fogo em Cabo Verde/África

Professor Francisco Nery, na Terra do Fogo em Cabo Verde/África

 Situado na Ilha do Fogo, uma das 10 ilhas que compõem o arquipélago de Cabo Verde, na localidade de Chã das Caldeiras, o vulcão, que inspirou a denominação da ilha, entrou em erupção no dia 22 de novembro.

Ele estava inativo desde o ano de 1995. As fotos mostram a lava incandescente escorrendo da cratera do vulcão e lava petrificada da erupção anterior. A seguir, texto publicado em Cabo Verde dois dias atrás. O leitor pode verificar algumas diferenças do português do Brasil; grafia, forma e estilo. Para assistir ao vulcão em atividade, acessar o site da TV Record de Cabo Verde.

**********

Aumento da erupção: A lava está a correr a uma velocidade superior a 1995

Prof. Francisco Nery
Vulcão na Terra do Fogo - Cabo Verde/África

Vulcão na Terra do Fogo - Cabo Verde/África

 O correspondente da RCV, nos Mosteiros, ilha do Fogo informou as 19h 20 no jornal da noite, da estação pública que mediante o que lhe foi dado observar “ na parte da tarde houve um aumento da intensidade da erupção “.

E justifica “ as lavas estão correr a uma velocidade superior a 1995 “. E refere que já não existe passagem pela zona sul, pois o acesso foi tragado pelas lavas. Cerca das 16 horas um geólogo ouvido pela RCV defendia que “ a actividade sísmica estava a diminuir, mas que só nas próximas 24 horas se pode fazer uma avaliação que permitirá saber o rumo que a erupção vai seguir “. Salientou que “ existe uma grande fissura e não existe actividade explosiva “.

Prof. Francisco Nery
Vulcão na Terra do Fogo - Cabo Verde/África

Vulcão na Terra do Fogo - Cabo Verde/África

No terreno continua a evacuação da população de Chã das Caldeiras, agora num ritmo mais acelerado, visto que os jovens que se oponham a saída começaram a sair. As Forças Armadas estão a fazer o transporte das pessoas. Ainda não se sabe quantas pessoas já abandonaram a Chã ou quantas ainda lá estão. Aos Mosteiros de acordo com dados da RCV ,chegaram 106 pessoas entre elas 33 crianças. Não existe nenhuma vítima assinalar e não foi registado nenhum caso de doença nas pessoas vindas de Chã das Caldeiras.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.