• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Evangélico

30.12.2014 | 02:58

 Compartilhe:

Amara Barros leva à Praça das Mangueiras o maior público do Natal Social em Paulo Afonso

e lança o terceiro CD "Santidade"

Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino
Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

 Ao acompanhar atentamente a apresentação de Amara Barros no palco do Natal Social na Praça das Mangueiras, dia 26 de Dezembro, lançado o seu terceiro CD, chamado "Santidade" passou um filme na minha cabeça lembrando de quando, há três anos, ela chegava no jornal Folha Sertaneja para contar uma história de mudança de vida que ainda hoje impressiona a muitos.

foto: Antônio Galdino
Amara Barros, na Folha Sertaneja em Dezembro de 2011

Amara Barros, na Folha Sertaneja em Dezembro de 2011

Era a tarde de 15 de dezembro de 2011 quando uma pauloafonsina muito bonita, acompanhada do pastor Eliseu Nicácio, responsável na época de Congregação da Assembléia de Deus do Bairro Panorama, em Paulo Afonso, chegou à Folha Sertaneja.
Muito tímida, apesar da experiência de 10 anos nos palcos da vida, cantando nas maiores bandas de forró do Brasil, Amara Barros chegou, de óculos escuros e abriu o seu coração para dizer ao mundo que estava nascendo uma nova Amara Barros.
A filha de Aldo do Banco do Brasil, já falecido na época e de Tânia, diretora da Escolinha Julimara, sempre desejou ser cantora. Em casa, improvisava microfones e soltava a voz.

foto: Antônio Galdino

"Agora é louvar, e louvar, e louvar, exaltando o nome do Senhor Jesus"

 Tornou-se moça bonita, de rosto e de corpo, e encantava a todos com sua voz agradável. Com 20 anos, viu o seu sonho de criança e adolescente tornar-se realidade. As bandas de forró estavam fazendo sucesso em todo o Brasil. As músicas entravam nos temas das novelas e as bandas apareciam nos palcos dos grandes programas da televisão. Calcinha Preta, Gatinha Manhosa, Limão com Mel, Mulheres Perdidas ainda hoje são presença em programações das prefeituras e de grandes empresários e grandes clubes pelo país.

Amara Barros cantou em todas elas. Ali, cantava músicas que exaltavam o corpo e os prazeres passageiros da vida.
Naquela tarde de Dezembro de 2011, na sala do diretor da Folha Sertaneja, Amara Barros falou da sua vida, abriu o coração e chorou. Disse que tomou a decisão de deixar tudo isso, o brilho e as luzes das roupas e dos palcos, o dinheiro fácil, a tietagem de muitos, para dedicar-se apenas a adoração ao Senhor Jesus e louvá-lo com a voz que Ele lhe deu.

foto: Antônio Galdino
Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

 E ela falou naquela tarde que “após cada show eu me questionava. Eu chegava das festas e dos shows e quando colocava a cabeça no travesseiro ficava me perguntando: o que essa noite acrescentou à minha vida? E ia sentindo um vazio à medida que o sucesso profissional aumentava”.
Um dia Amara foi convidada para substituir a vocalista da banda Gatinha Manhosa que estava deixando o grupo porque se tornara evangélica. Sara, esse o seu nome teve o poder de mudar a vida de Amara. Através de cultos, orações e convites insistentes conseguiu levar Amara a visitar uma igreja evangélica. “Quando me dei conta, diz Amara, estava assistindo atentamente à mensagem, ouvindo os hinos e chorando abundantemente”.

As luzes e ilusões dos palcos não mais a encantavam. Em 2009, embora ainda presa a contratos e fazendo shows, sempre encontrava um tempo para visitar igrejas evangélicas.

Em 2010, descobriu que estava grávida e decidiu se afastar dos holofotes “apenas por um tempo”, dizia.

foto: Antônio Galdino

"O apoio do Pastor Miguel, do Pastor Eliseu e de muitos, tem sido muito importante na minha vida"

 E, de repente, viu-se recusando ofertas tentadoras para cantar no Carnaval, no São João. Esse dinheiro já não enchia os seus olhos. “Eu achava que seria difícil largar tudo mas, conforme Deus ia me enchendo, comecei a ver que esse ‘tudo’ era tão pequeno diante do Seu imenso amor”.

divulgação
Amara com Prof. Galdino, diretor da Folha Sertaneja

Amara com Prof. Galdino, diretor da Folha Sertaneja

O Pastor Nicácio testemunhou o crescimento da vida da nova Amara Barros e foi ombro amigo, conselheiro forte nesses difíceis primeiros tempos quando não deixavam de chegar propostas de contratos valiosos para que ela voltasse aos palcos de onde saíra.

“Desde o primeiro momento que ela chegou a nossa congregação, me chamou a atenção pela simplicidade e firmeza em professar o nome de Jesus. Quando conversei com a irmã Amara, ela falou um pouco de sua conversão e cantou o hino Nº 15 da nossa Harpa Cristã. Desse dia em diante, ela tem sido uma bênção para a nossa cidade”, diz o Pastor Eliseu.

Em um depoimento firme ao Folha Sertaneja, Amara disse: “Muitos donos de bandas e amigos não entendem como é possível uma pessoa chegar no auge da fama, no brilho das luzes, ganhar muito dinheiro e largar tudo. Mas, antes eu vivia para vender ilusão e falsa alegria. Agora que deixei esse “glamour” passageiro, nunca estive tão feliz ao experimentar a salvação eterna e o revestimento do Espírito Santo”.

foto: Antônio Galdino
Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

Amara Barros no Natal Social 2014 - Praça das Mangueiras, Paulo Afonso-BA

Amara Barros decidiu dedicar-se a cantar canções bem diferentes daquelas que cantava nas grandes bandas, mostrando o corpo e vendendo ilusões. “Coloco agora a minha voz a serviço do Senhor Jesus, para louvar, interpretar músicas que falam do amor e do poder de Deus para resgatar vidas, dar a salvação real àqueles que, como eu, vivi procurando e oferecendo a alegria, a paz, a felicidade nos prazeres passageiros do mundo”. E cita o versículo bíblico “De que vale ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”(Marcos 8:36)

Amara lançou então o seu primeiro CD‘Ungido de Deus’ “que mostra, em cada música, o meu amor por esse Deus maravilhoso que realmente transforma as pessoas. Deus deu a Oscar Silva composições belíssimas. Quase todas as músicas do CD são dele. Em cada canção está a mensagem de um Deus que não deseja que ninguém se perca nessa caminhada da vida. Ao entoar cada uma delas eu imagino o fluir da bênção do Senhor Jesus na vida de cada um que está me ouvindo e sei que o mesmo Deus que me fez ver quão ilusórias são as luzes dos palcos do mundo vai atuar, através do Espírito Santo, na vida destas pessoas”.

Muitos achavam que naquele Dezembro de 2011, a decisão de Amara Barros era coisa passageira e que logo ela não resistiria às muitas propostas que chegariam e de novo estaria no glamour dos palcos e nos aplausos do mundo.

divulgação
O primeiro CD

O primeiro CD "Ungido de Deus"

 Enganaram-se os que pensaram assim. “O apoio do Pastor Miguel, do Pastor Eliseu Nicácio, Pastor Josias, da mãe que também se converteu pelo testemunho da filha, e de muitos outros têm fortalecido a minha fé e sigo combatendo o bom combate”, diz Amara. E hoje, como ontem, repete: “As bênçãos que enchem meu coração de alegria e que preenchem os vazios que as luzes dos palcos do forró nunca preencheram são distribuídas gratuitamente pelo Senhor Jesus Cristo. O que aconteceu em minha vida são os caminhos inexplicáveis de Deus.”

divulgação
O 2º CD

O 2º CD "Jóia Rara"

Lembra o Pastor Eliseu Nicácio, aposentado da Chesf e agora morando em Maceió, que veio para o lançamento do terceiro CD de Amara, que “os títulos destes discos, de certa forma contam a história da nova vida da própria Amara. O primeiro chama-se ‘Ungido de Deus’. O segundo CD, chama-se ‘Jóia Rara’ e este que ela está lançando agora chama-se ‘Santidade’. E disse ainda Eliseu Nicácio: “O que Deus está fazendo na vida da irmã Amara Barros é, como ela disse na Folha Sertaneja em 2011, não tem como explicar a não ser pela fé.”

divulgação
O terceiro CD

O terceiro CD "Santidade"

 Neste último CD Amara teve a produção e todas as composições de Samuel Mariano que esteve com ela na programação do Natal Social promovido pela Prefeitura de Paulo Afonso e, logo depois de Amara também fez a sua apresentação no palco da Praça das Mangueiras.
A programação chamada Natal Social, foi realizada este ano de 5 a 28 de Dezembro e em nenhum noite reuniu tanta gente como naquela noite de 26 de Dezembro, durante a apresentação de Amara Barros cuja presença no palco foi no meio da programação. Na primeira atração da noite, o público ainda estava chegando e depois de Amara Barros, quando se apresentou o cantor Samuel Mariano, muita gente já havia saído, embora ainda ficasse grande número de pessoas na Praça.

VEJA outras fotos de Amara Barros no Natal Social promovido pela Prefeitura de Paulo Afonso através da Secretaria de Desenvolvimento Social em Dezembro de 2014, na Praça das Mangueiras.

foto: Antônio Galdino

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

 

 

 

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

 

 

 

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

foto: Antônio Galdino

 

 

 

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.