• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Esportes

25.05.2016 | 23:41

 Compartilhe:

Em Paulo Afonso, salto de paraquedas marca o início do Revezamento da Tocha Olímpica

Início do revezamento é marcado pela prática de esportes radicais na cidade

imprensa.tocha@comuniquese2.com.br

Foto: Antônio Galdino
Monumento da Tocha Olímpica no Rodoanel da entrada da Ilha de Paulo Afonso

Monumento da Tocha Olímpica no Rodoanel da entrada da Ilha de Paulo Afonso

 Está tudo pronto para a passagem do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 por Paulo Afonso. A cidade será a última da Bahia a receber, nesta sexta-feira (27), o comboio da tocha Olímpica, que passa antes por Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó e Cabrobró. O revezamento terá início às 18h, no rodoanel, e a pira de celebração será acesa às 20h30, no Centro Cultural Lindinalva Cabral, com a apresentação de bandas locais como Los Kuatro e Helinho Ventura.

Da net
Luiz Henrique - Sabiá

Luiz Henrique - Sabiá

O condutor Luiz Henrique dos Santos “Sabiá” será o primeiro condutor do revezamento. Ele descerá de paraquedas e acenderá a tocha na lanterna de segurança no Rodoanel. O segundo condutor, Sandro Santos, descerá de rapel pela ponte que dá acesso à ilha fluvial de Paulo Afonso, e passará a chama Olímpica para o terceiro condutor, José Santos, que conduzirá a tocha de “carranca boat”, a embarcação construída por Cesare de Carli, também condutor da tocha Olímpica na cidade.

No balneário O Touro e a Sucuri, Os Cangaceiros serão os anfitriões e farão um corredor para a passagem da tocha Olímpica até o monumento que dá o nome ao balneário.

Nesta quarta-feira (24), durante a realização de um encontro com a imprensa, alguns condutores tiveram o prazer de conhecer a tocha Olímpica. O evento teve a presença dos condutores Cesare de Carli, indicado pela Nissan, e Hamilton Leal, indicado pela prefeitura; e Celso Anunciação, também indicado pela Prefeitura. Anilton Bastos, prefeito de Paulo Afonso, também esteve presente ao encontro.

Foto: Antonio Francisco (Francisco Imagens)
Alguns dos condutores da Tocha Olímpica em Paulo Afonso

Alguns dos condutores da Tocha Olímpica em Paulo Afonso

Foto: Antonio Francisco (Francisco Imagens)
Cesare de Carli

Cesare de Carli

 “É uma grande satisfação conduzir a tocha Olímpica, pois estamos carregando o símbolo de união entre os povos e precisamos desse sentimento neste momento. Será um prazer realizar esse feito na terra que me adotou como pauloafonsino”. Cesare de Carli foi atleta de remo durante 14 anos na Itália e reside em Paulo Afonso há três anos. Em 2013, construiu dois barcos da modalidade dragon boat, com 22 lugares, para desenvolver projetos de inclusão social com crianças carentes pelo rio São Francisco.

• “Para mim, conduzir a chama Olímpica é algo mais que sagrado. Vamos nos unir em busca de um Brasil melhor e mostrar o valor da cultura do sertão”. Celso Anunciação é pároco da Igreja de São Francisco. Vem lutando contra o câncer há 10 anos e organiza, desde então, um grupo de apoio às famílias de pacientes com câncer na cidade. Também coordena trabalhos sociais com educação para crianças carentes nas comunidades rurais de Paulo Afonso.

Foto: Antonio Francisco (Francisco Imagens)
Padre Celso Anunciação, da Paróquia de São Francisco - Diocese de Paulo Afonso-BA

Padre Celso Anunciação, da Paróquia de São Francisco - Diocese de Paulo Afonso-BA

Foto: Antonio Francisco (Francisco Imagens)
Hamilton Leal - Periperi

Hamilton Leal - Periperi

 “Vou andar bem devagar para que os 200 metros sejam uma eternidade. Irei mostrar com orgulho toda a minha alegria para os meus amigos e familiares com a tocha Olímpica”. Hamilton Leal, também conhecido como Periperi, foi goleiro profissional revelado pelo Vitória da Bahia. Defendeu também o Botafogo-RJ e a Seleção Brasileira em dois amistosos contra o Chile, em 1957. Foi para Paulo Afonso há 50 anos para desenvolver o esporte na cidade como treinador do time da cidade.

“Essa data representa muito para nossa cidade e conto com todos os moradores para participar de um momento tão especial como este. Vamos vibrar e soltar toda a nossa energia positiva para os condutores paulo afonsinos”, disse Anilton Bastos, prefeito de Paulo Afonso.

Foto: Antonio Francisco (Francisco Imagens)
Anilton Bastos, Prefeito de Paulo Afonso-BA

Anilton Bastos, Prefeito de Paulo Afonso-BA

A TOCHA EM PAULO AFONSO

Foto: Washington Luiz - ASCOM/PMPA
Jânio Soares - Secretário de Cultura e Esportes da Prefeitura de Paulo Afonso

Jânio Soares - Secretário de Cultura e Esportes da Prefeitura de Paulo Afonso

Rota: 12 km de percurso
Início do revezamento: 18h, no Rodoanel.
Mais de 40 condutores em Paulo Afonso.
Cerimônia de celebração: 20h30, no Lindinalva Cabral, com a apresentação de bandas locais como Los Kuatro e Helinho Ventura.

 



A TOCHA NO BRASIL

divulgação

 - Mais de 300 cidades recebem o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, envolvendo 90% da população brasileira em todos os 26 estados além do Distrito Federal.

- 12.000 condutores, escolhidos por meio de campanhas públicas ou nomeações diretas (do Rio 2016 e dos patrocinadores oficiais - Coca-Cola, Nissan e Bradesco).

. São 95 dias circulando pelo Brasil, desde a saída em 3 de maio, em Brasília. A chegada ao Rio de Janeiro será em 4 de agosto. No dia seguinte, as ruas da cidade olímpica serão palco do Revezamento até a chegada ao Estádio do Maracanã, quando o último condutor acenderá a pira Olímpica na Cerimônia Oficial de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

. Serão percorridos 20 mil quilômetros por estradas e 10 mil milhas aéreas no trecho ao Norte e Centro-Oeste, entre Teresina e Campo Grande. Essa distância é mais da metade de uma volta ao redor da Terra pela linha do Equador (40.075km).

. Alguns lugares icônicos receberão a Tocha, como Fernando de Noronha, Chapada Diamantina, as Ruínas de São Miguel das Missões, Inhotim, Chapada dos Guimarães, Lençóis Maranhenses, entre outros;

. O objetivo do Revezamento é levar os Jogos Olímpicos Rio 2016 para todo o país. O Revezamento da Tocha no Brasil quer mostrar a essência, o calor e a diversidade dos brasileiros. A ideia é atrair os brasileiros para a rua, mostrar a multiplicidade cultural, natural e popular do povo.

Sobre o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 é uma associação civil de direito privado, com natureza desportiva, sem fins econômicos, formada por Confederações Brasileiras Olímpicas, pelo Comitê Olímpico Brasileiro e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Sua missão é promover, organizar e realizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, seguindo as diretrizes do Contrato da Cidade-Sede, do Comitê Olímpico Internacional, do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) e da Agência Mundial Antidoping, e respeitando a legislação brasileira, a Carta Olímpica e o Manual de Regras do IPC.

Sobre a Coca-Cola nos Jogos Olímpicos

A Coca-Cola é parceira do Revezamento da Tocha Olímpica desde Barcelona 1992. Os Jogos Olímpicos Rio 2016 representam a 11ª participação da marca em um Revezamento, incluindo as edições de Verão e de Inverno. Na ocasião, a Coca-Cola foi parceira na implementação do primeiro Programa Internacional de Condutores, quando proporcionou que pessoas de outros países, inclusive o Brasil, pudessem conduzir a chama Olímpica ao lado de condutores do país anfitrião dos Jogos.

Sobre a Nissan no Brasil

A Nissan está no Brasil desde 2000 e opera hoje com mais de 160 concessionárias em todo o País. Produzindo em São José dos Pinhais, no Paraná, desde 2002, a Nissan investiu R$ 2,6 bilhões na construção de seu próprio Complexo Industrial, em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Esta unidade industrial foi inaugurada em 15 de abril de 2014 e tem a capacidade de produzir 200 mil carros – atualmente, o Nissan New March e o Nissan Novo Versa - e 200.000 motores por ano.
A Nissan do Brasil também é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A parceria contempla o fornecimento de cerca de 5.000 veículos de diversos tipos que irão atender às necessidades dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e do Time Brasil.

Sobre o Bradesco Esportes

O Bradesco é tradicional apoiador do esporte brasileiro e, consequentemente, se tornou patrocinador oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, nas categorias serviços financeiros e seguros; do Time Brasil e do Revezamento da Tocha Olímpica. O Banco apoia a realização dos Jogos Rio 2016 desde que a cidade maravilhosa se candidatou para sediar a competição, ainda em 2008. O Bradesco patrocina também seis confederações nacionais: judô, basquete, esportes aquáticos, rugby, vela e remo.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.