• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Política

09.04.2017 | 00:07

 Compartilhe:

Câmara Municipal de Paulo Afonso completa 58 anos

Eleitos 195 vereadores e 21 suplentes. E apenas 9 mulheres

Antônio Galdino

Foto: Antônio Galdino

A Câmara funcionou durante anos onde hoje é a Casa da Cultura

((editar)) ((excluir))

 

 

 

Foto: Antônio Galdino
A Câmara funcionou durante anos onde hoje é a Casa da Cultura

A Câmara funcionou durante anos onde hoje é a Casa da Cultura

No dia 07 de Abril de 1959, após uma eleição realizada no mês de Outubro de 1958, a Câmara Municipal de Vereadores de Paulo Afonso começava a sua caminhada na criação das primeiras leis que iriam reger os destinos do município que nascia há menos de um ano atrás, em 28 de Julho de 1958.

Foto: Arq. Folha Sertaneja
José Rudival de Menezes, vereador da 1ª Legislatura - 1959/1962

José Rudival de Menezes, vereador da 1ª Legislatura - 1959/1962

Foram empossados os oito vereadores eleitos, entre os quais duas mulheres e uma delas assumiu a presidência da 1ª Legislatura Municipal, a estudante Dinalva Simões Tourinho, eleita como vereadora e para este cargo, num universo machista, por influência do seu pai, Enoch Pimentel Tourinho, o chefe do Transporte da Chesf muito querido pela diretoria da hidrelétrica. A outra vereadora desta primeira legislatura foi a professora Lizette Alves dos Santos, irmã da também professora Lindinalva Cabral dos Santos, filha do também influente cidadão Severino Alves dos Santos, mais conhecido com Severino Dentista, que recebia regularmente em sua casa os políticos mais importantes que chegavam à região.

Arq. Folha Sertaneja
Vereadores da 1ª Legislatura

Vereadores da 1ª Legislatura

 A Câmara Municipal de Paulo Afonso em sua 1ª legislatura era formada por “8 vereadores sendo 4 eleitos pelo PSD (Partido Social Democrático): Diogo Andrade Brito, Noé Pereira dos Santos, Lizete Alves dos Santos e Dinalva Simões Torinho. Pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) foram eleitos outros três vereadores: José Rudival de Menezes, José Freire da Silva e Luiz Mendes Magalhães.

Pela UDN (União Democrático Nacional), foi eleito Manoel Pereira Neto. Ainda nesta primeira legislatura, assumiram os suplentes Noé Pires de Carvalho e Adauto Pereira de Souza, conhecido como Adauto Cearense”. Deixou registrado em entrevista à Folha Sertaneja o saudoso Diogo Andrade Brito, o primeiro Secretário da Câmara de Paulo Afonso.

Foto: Antônio Galdino
Ver. Marcondes Francisco - Pres. CMPA 2017

Ver. Marcondes Francisco - Pres. CMPA 2017

 Em 7 de Abril de 1959, Dinalva Simões Tourinho era eleita a primeira presidente da Câmara Municipal de Paulo Afonso. Ela era do PSD.
Na sexta-feira, dia 07 de Abril de 2017, o Poder Legislativo de Paulo Afonso completou 58 anos de história e o seu presidente, eleito em 1º de Janeiro, é o vereador Marcondes Francisco dos Santos. Ele é do PSD.

Foto: Arq. Folha Sertaneja
Dinalva Simões Tourinho - Primeira presidente da CMPA - 1959

Dinalva Simões Tourinho - Primeira presidente da CMPA - 1959

Essas quase seis décadas foram de variados e marcantes momentos que incluíram vinte anos de liberdade vigiada durante o regime militar e a realização de uma importante Assembleia Municipal Constituinte, então presidida pelo vereador Luiz Carlos de Carvalho, conhecido como Carlinhos de Tico.

Arq. Folha Sertaneja
Mulheres do Parlamento de Paulo Afonso

Mulheres do Parlamento de Paulo Afonso

 Nesses 58 anos, em 15 legislaturas, foram eleitos, diplomados e empossados 195 vereadores e 21 suplentes foram convocados para assumir, na falta definitiva desses vereadores, três deles por terem seus mandatos cassados. Do total dos 195 vereadores da Câmara Municipal de Paulo Afonso, apenas 9 mulheres foram eleitas para este cargo, o que representa menos de 5% dos eleitos.

 

Foto: Antônio Galdino
Leda Chaves, a Irmã Leda, vereadora da CMPA em 2017

Leda Chaves, a Irmã Leda, vereadora da CMPA em 2017

Dos pioneiros oito vereadores da primeira legislatura da Câmara de Paulo Afonso ainda estão vivos: Lizette Alves dos Santos (irmã da também professora Lindinalva Cabral dos Santos), José Rudival de Menezes (bastante doente), que moram em Paulo Afonso e Dinalva Simões Tourinho, que foi a primeira presidente da Câmara de Paulo Afonso e mora em Salvador.

Foto: Antônio Galdino
Lizette Alves dos Santos, vereadora da 1ª Legislatura, 1959/1962

Lizette Alves dos Santos, vereadora da 1ª Legislatura, 1959/1962

Entre os políticos pioneiros de Paulo Afonso – não foi vereador em Paulo Afonso porque era candidato a Prefeito, perdendo para Otaviano Leandro de Morais, é Abel Barbosa e Silva, que completa 89 anos em 03 de Junho. Abel foi vereador ainda da Câmara de Glória, entre 1954 e 1958, quando Paulo Afonso era distrito daquele município e foi o autor da lei de emancipação política de Paulo Afonso.

Abel Barbosa, que nasceu em Pesqueira-PE, foi contemplado com o título de Cidadão de Paulo Afonso quando o presidente da Câmara era Metódio Nunes Magalhães e os secretários eram Manoel Pereira Neto e Francisco Bathomarco (Xerém), mas nunca recebeu esse título solenemente como acontece com outros homenageados.

Foto: Arq. Folha Sertaneja
Abel Barbosa e Silva - ex-vereador e ex-prefeito de Paulo Afonso

Abel Barbosa e Silva - ex-vereador e ex-prefeito de Paulo Afonso

 A comemoração dos 58 anos da Câmara que tem entre os vereadores um representante do PTB – Jean Roubert – seria uma excelente oportunidade da Casa Legislativa homenagear o pioneiro Abel Barbosa e os vereadores também pioneiros da 1ª Legislatura.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.