• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Política

11.04.2017 | 00:53

 Compartilhe:

Câmaras de Vereadores de Paulo Afonso e Glória discutem ATER do Território de Itaparica

Em Paulo Afonso, dia 10 de Abril 2017

Antônio Galdino

Foto: Antonio Galdino

Presidentes Marcondes e Gilmar dirigiram a sessão conjunta

((editar)) ((excluir))

 

 

 

Foto: Antonio Galdino
Presidentes Marcondes e Gilmar dirigiram a sessão conjunta

Presidentes Marcondes e Gilmar dirigiram a sessão conjunta

 Presidida conjuntamente pelos vereadores Marcondes Francisco dos Santos, de Paulo Afonso e Gilmar Pereira, de Glória, foi realizada na manhã da segunda-feira, 10 de Abril, uma Sessão conjunta das Câmaras Municipais dos municípios de Paulo Afonso e de Glória. Na pauta as políticas públicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para o Território de Itaparica.

A sessão, que só foi encerrada quase às 13 horas, teve a participação da Bahia Pesca, Bahiater, CAR, ADAB, Agendha, Banco do Brasil e Banco do Nordeste, cujos técnicos e representantes destes órgãos apresentaram informações sobre as suas respectivas atuações nesta área, tanto voltadas para a agricultura familiar como para as atividades de pesca em todo o Território de Itaparica que é formado por 13 municípios, sendo seis do Estado da Bahia – Abaré, Chorrochó, Glória, Macururé, Paulo Afonso e Rodelas e sete do Estado de Pernambuco – Belém do São Francisco, Carnaúba da Penha, Floresta, Itacuruba, Jatobá, Petrolândia e Tacaratu.

Foto: Antonio Galdino
Plenário da CMPA com as duas Câmaras - PA e Glória

Plenário da CMPA com as duas Câmaras - PA e Glória

Foto: Antonio Galdino
Vereador Pedro Macário - CMPA

Vereador Pedro Macário - CMPA

 A reunião é fruto de um requerimento de Nº481/2017, de autoria do vereador Pedro Macário Neto, aprovado pela unanimidade da Câmara Municipal de Paulo Afonso no sessão ordinária do dia 27 de Março de 2017.

Segundo o seu autor, a proposta desse reunião conjunta, que deve se estender a outras câmaras de vereadores da região, acontece “pelo fato dos problemas serem comuns a todos os municípios desse território, todos banhados pelas águas do rio São Francisco e igualmente carentes de projetos de irrigação e de outros que passarão a ser reivindicados agora também conjuntamente, junto aos deputados, estaduais, federais, senadores, governador do Estado”.

Macário lembrou em seu requerimento e no seu pronunciamento que a “área desse território é de 21.806,30 quilômetros quadrados onde vivem 301.355 habitantes. Desses mais de trezentos mil moradores deste território, mais de um terço, 106.851 habtitantes, ou 35,46% da população vivem na área rural. Ali estão 16.494 agricultores familiares em 9.564 famílias assentadas, nove comunidades quilombolas e 17 áreas de terras indígenas. E o Ìndice de Desenvolvimento Humano, IDH, do Território de Itaparica é de apenas 0,67”.

Foto: Antonio Galdino
ValdaAroucha, da AGHENDA

ValdaAroucha, da AGHENDA

 O gerente do Banco do Brasil de Paulo Afonso falou dos programas deste banco de apoio aos projetos do homem do campo. Valda Aroucha, da Aghenda, mostrou as atividades desta ONG em apoios aos agricultores familiares, ressaltando “as dificuldades enormes para valorizar o trabalho desse catingueiros”.

Foto: Antonio Galdino
Vereador Paulo Gomes, CMGlória

Vereador Paulo Gomes, CMGlória

Vereadores das duas câmaras foram unânimes em falar da “importância desse união e que outros temas e projetos de interesse comum sejam ações de outras reuniões, inclusive para resolver o problema da falta de água nas margens do rio São Francisco".

Foto: Antonio Galdino
Vereador Antônio Alexandre -CMPA

Vereador Antônio Alexandre -CMPA

 "Os cuidados com a revitalização do rio porque, sem desmerecer a importância de se levar águas para outros irmãos sertanejas, centenas de milhares de famílias que vivem nas margens do rio São Francisco estão padecendo com a falta de água e ficam humilhados na dependência de carros pipas que, em muitos lugares ainda são controlados por interesses de alguns prefeitos e não chegam à aqueles que são seus adversários políticos”, reforçou o vereador Paulo Gomes, de Glória, no que foi seguido pelo vereador Antônio Alexandre, de Paulo Afonso.

Foto: Antonio Galdino
Vereador Dorgival Araújo - CMGlória

Vereador Dorgival Araújo - CMGlória

O vereador Dorgival Araújo, de Glória, lembrou “a existência há anos do Projeto Jusante de Itaparica que promoveria a irrigação de 35 mil hectares e alcançava vários municípios até o Estado de Sergipe. É muito estranho que um projeto dessa importância para todos nós esteja engavetado na Chesf ou na Codevasf”, alfinetou.

Foto: Antonio Galdino
Vereador Jean Roubert - CMPA

Vereador Jean Roubert - CMPA

 Ao final do encontro do qual esteve ausente apenas o vereador Valério, de Glória, ficou um clima de otimismo de que a união das forças políticas através das Câmaras de Vereadores dos municípios do Território Itaparica “certamente trará benefícios para esta sofrida região e os deputados estaduais, federais, senadores, governadores, o presidente da República passarão a respeitar mais os vereadores, aqueles que em cada município são as bases para sua eleição. O foco dos vereadores é defender o seu município e nessa união de forças, não importa a ideologia nem a cor partidária. Eu sou PMDB mas não sou capacho de ninguém”, defendeu o vereador Antônio Alexandre, líder da oposição na Câmara de Paulo Afonso com o que concordaram outros vereadores, inclusive o líder da situação, vereador Jean Roubert, do PTB.

Foto: Antonio Galdino
Vereadores da Câmara Municipal de Glória-BA, em Paulo Afonso

Vereadores da Câmara Municipal de Glória-BA, em Paulo Afonso

Nos bastidores já se falava na promoção de um grande evento com a participação de vereadores de vários municípios para trabalharem, irmanados numa agenda comum para a cobrança de agilidade no projeto de revitalização do rio São Francisco, projetos de irrigação regional e soluções imediatas, redução na burocracia, “para melhorar as condições de vida dos milhares de trabalhadores da agricultura familiar, responsáveis por 80% da produção dos alimentos que chegam às mesas dos moradores urbanos destes municípios”, lembrou Paulo Gomes.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.