• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

21.05.2017 | 15:18

 Compartilhe:

O novo templo da Primeira Igreja Batista

Uma obra fruto de cinco anos de muito trabalho

Francisco Nery Júnior

Foto: Antonio Galdino
Novo templo da 1ª Igreja Batista de Paulo Afonso

Novo templo da 1ª Igreja Batista de Paulo Afonso

 A obra – imponente nos seus limites – fala por si só, como falou, na sua época, o Templo de Salomão. Que fale só o templo neste momento em que os brasileiros estão saturados de mentiras e hipocrisia. Ali está o templo do Senhor que reina nos corações dos fiéis, o verdadeiro templo.

Foto: Ricardo Costa
Crianças descerram placa do novo templo, observadas pelo Pastor Fernando

Crianças descerram placa do novo templo, observadas pelo Pastor Fernando

A velha casa era um socavão velho e poeirento. Quatro, cinco ou seis membros eram a membresia de que dispunha o Pastor Fernando Agra. Sem um tostão na mão, vi o pastor se lançar para este empreendimento. Eu o vi chorar, na esquina da rua da frente, sem um só tostão na mão, no peito do pastor Rex Briant. Esperávamos que a ajuda viesse em dólares americanos. Veio em reais. Veio em jejum e oração. Veio de trabalho e de persistência.

Do Espírito Santo, veio o golpe de mestre. Os irmãos venderam a velha casa pastoral, pardieiro a dois passos da igreja, compraram uma outra dez vezes melhor em um bairro promissor e, com o restante da venda, iniciaram a construção do novo templo. As bênçãos e os colaboradores pipocaram – os mais inusitados possíveis – mandados pelo Espírito do Senhor, sem nenhum mérito para cada um deles.

Genro de Paulinho e Nair, amigos das minhas irmãs na Velha Primeira Igreja Batista do Brasil, Fernando Agra permaneceu e enfrentou o desafio. Sinto-me profundamente honrado em ele ter creditado a sua permanência na nossa cidade ao meu apoio e amizade; honrado no Senhor.

Foto: Antonio Galdino
Bancada de pioneiros - Da esq: Ângela, Nery, Jair, Odete e Iracy.

Bancada de pioneiros - Da esq: Ângela, Nery, Jair, Odete e Iracy.

 A bíblia afirma que Deus usa as coisas pequenas para confundir os sábios. Pois a minha alegria cresce na medida em que eu era membro da Igreja Batista Sião, no colo da minha irmã, quando o trabalho batista foi iniciado em Paulo Afonso pelo pastor Valdívio Coelho. Sei que alguém pode desconfiar jactância nestas afirmações, mas a História, no futuro, estará servida.

Gostaria de ressaltar o efeito multiplicador do esforço do pastor, engenheiro-chefe e ajudante de pedreiro ao mesmo tempo, o tempo todo. Dezenas de colaboradores apareceram.

A solenidade de inauguração, 20 de maio de 2017, poderia ter sido transmitida ao vivo pela rádio local, mas a turma desprezou a oferta. Não sei se o senhor prefeito municipal foi convidado além de outras autoridades. Afinal, pela Primeira Igreja passaram, a partir de 1952, data do primeiro templo, pessoas de cepa, gente dedicada ao bem de todos nós. Até Adolf Hitler censurava a nação que não cultuava as suas figuras históricas.

Por fim, não estranhe o pastor Fernando, talvez velho e cansado, um dia aqui retornar e não ter a acolhida e a consideração que bem merece. Não foi assim com a vinda do Filho do Homem?
São Tiago afirma, entrementes, que isto é agradável a Deus.
Francisco Nery Júnior

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.