• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

04.08.2017 | 01:36

 Compartilhe:

2018 – Já começou a corrida eleitoral...

Muita atenção nos candidatos "copa-do-mundo". Eles costumam aparecer de 4 em 4 anos...

Da Redação

2018 – Já começou a corrida eleitoral...

Muita atenção nos candidatos "copa-do-mundo". Eles costumam aparecer de 4 em 4 anos...

imagem ilustrativa

O município de Paulo Afonso completou 59 anos de vida no último dia 28 de Julho e nestas seis décadas elegeu mais de 200 vereadores e teve, 13 prefeitos e um interventor em 18 mandatos.

A sua história política, iniciada como município na eleição do prefeito Otaviano Leandro de Morais em 1958, registra a presença de 13 prefeitos e um interventor em 18 mandatos. Nenhum de todos os seus gestores nasceu em Paulo Afonso.
Foram gestores do município de Paulo Afonso:
Otaviano Leandro de Morais (07/04/1959-07/04/1962) (Sertânia/PE)
Adauto Pereira de Sousa (07/04/1962-15/09/1966) (Glória/BA)
Manoel Pereira Neto (15/09/1966-31/12/1966) (Glória/BA)
Tenente João Soares, interventor (31/12/1966-01/02/1967) – (Macururé/BA)
Edison Teixeira Barbosa(01/02/1967-14/05/1974) (Salvador/BA)
Abel Barbosa e Silva (14/05/1974-16/10/1975) (Pesqueira/PE)
José Rodrigues de Figueiredo Barbosa (16/10/1975-19/03/1979) (Salvador/BA)
Metódio Nunes Magalhães (19/03/1979-04/04/1979) (Triunfo/PE)
Frederico Fausto Agostinho de Mello (04/04/1979-04/08/1979)(Recife/PE)
Abel Barbosa e Silva (04/08/1979-31/12/1985) (Pesqueira/PE)
José Ivaldo de Brito Ferreira (01/01/1986-31/12/1988) (Pesqueira/PE)
Luiz Barbosa de Deus (01/01/1989-31/12/1992) (Serrão/SE)
Anilton Bastos Pereira (01/01/1993-31/12/1996) (Brejo Grande/SE)
Paulo Barbosa de Deus (01/01/1997-31/12/2000 e 01/01/2001-31/03/2004) (Serrão/SE)
Wilson Pereira (01/04/2004-31/12/2004) (Serrão/SE)
Raimundo Caires Rocha (01/01/2005-31/12/2008) (Contendas do Sincorá/BA)
Anilton Bastos Pereira (01/01/2009-31/12/2012 e 01/01/2013-31/12/2016) (Brejo Grande/SE)
Luiz Barbosa de Deus (01/01/2017-31/12/2020) (Serrão/SE)

Também na Câmara Municipal de Paulo Afonso dos mais de duzentos vereadores, a esmagadora maioria não nasceu em Paulo Afonso e, embora a maioria dos eleitores sejam mulheres, apenas 9 delas chegou ao parlamento municipal nessas quase 60 décadas de vida do município.
Para a Assembleia Legislativa da Bahia, os pauloafonsinos têm contribuído para a eleição de muitos “deputados copa do mundo”, que só aparecem por aqui às vésperas de cada eleição, de quatro em quatro anos, de olho cerca de 80 mil eleitores do município.

Apenas dois pauloafonsinos nascidos no Hospital Nair Alves de Souza foram eleitos para a ALBA, Paulo Rangel e Mário Jr e outro, que mora em Paulo Afonso há mais de 40 anos, Luiz de Deus, eleito três vezes para a ALBA, duas vezes prefeito de Paulo Afonso e ficou dois anos na Câmara Federal, onde está Mário Júnior.

Aa eleições de 2018 já agitam as bases políticas locais a ponto de um vereador que iniciou os seus trabalhos há apenas seis meses já estar de olho na Assembleia Legislativa e, certamente como ele, muitos outros entrarão nessa disputa nessa disseminação de partidos que só dividem e confundem os eleitores tal o troca-troca que acontece nesse período pré-eleitoral.

imagem ilustrativa

Em um momento político delicado como este em que vivemos, com a prática do toma lá dá cá, corrupção, nomes bombando na Lava Jato e outras investigações, convém que os eleitores sérios, que não se vendem por 30 dinheiros nem por dinheiro ou favores nenhum, estejam atentos porque Paulo Afonso corre o mesmo risco das eleições anteriores de continuar caminhando rumo ao centenário sem nomes que, de fato defendam os interesses desse município que chega aos 120 mil habitantes. Por aqui logo vão começar a aparecer os deputados candidatos "copa-do-mundo". Eles costumam aparecer de 4 em 4 anos... E fazem comício em beco estreito, comem iguarias que nunca viram na vida e costumam colocar nos braços menininos sujinhos e sair abraçando todo mundo...

Um fato recente que ilustra esse “grande interesse” dos políticos que se dizem representantes de Paulo Afonso, inclusive de suas excelências os vereadores, foi a recente notícia do interesse do governo de Delmiro Gouveia de ficar com as usinas hidrelétricas e parte do território deste município. Não vi nenhuma defesa destes políticos pauloafonsinos, exceto do vice-prefeito Flávio Henrique nas redes sociais.
Pensava nisso quando li o texto escrito pelo radialista Luiz Brito e publicado no site Bob Charles e, tanto concordo com ele que o reproduzo, na íntegra a seguir. (Antônio Galdino)

“Opinião
Paulo Afonso - Bahia - 03/08/2017
Viver da fé, só não se sabe fé em que!
Por: Luiz Brito DRT 3.913 - luizbritoradialista

O povo de Paulo Afonso, está acostumado a eleger políticos de fora, principalmente deputados. É só observar quantas cidades da região norte cresceram política e administrativamente nos últimos 20 anos. Respondo, nenhuma. Noutro cenário, vemos cidades como Canindé de São Francisco e Itabaiana, ambas no Estado de Sergipe em pleno desenvolvimento, enquanto Paulo Afonso (BA) parou no tempo e na história, servindo de escada para políticos que nada sabem das necessidades locais.
Outro grande fiasco vem das Câmaras de Vereadores com alguns parlamentares até de primeiro mandato, se lançando pré-candidatos à Assembleia Legislativa em 2018. Deveriam ser mais inteligentes. Sugiro que alguns deles permaneçam até o fim do mandato e logo em seguida procurem o INSS. Mirem-se no exemplo daqueles que foram eleitos sem nenhum lastro e por isso mesmo não tiveram sucesso nas urnas estacionando no primeiro mandato. Muitos deles, a população sequer lembra. Alguns desses, outrora autoridades e hoje ilustres desconhecidos, após sucessivas derrotas ficaram desiludidos com a política e largaram a vida pública.
Paulo Afonso é conhecida pela pulverização de seus votos. Além da quantidade de nomes que são levados às urnas, o município enfrenta ainda o problema dos conhecidos candidatos forasteiros, aqueles que não são de Paulo Afonso, mas sempre se apresentam como candidatos apoiados pela população. Muitos deles acabam levando votos dos eleitores prejudicando a eleição de deputados locais.”

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.