• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

29.08.2017 | 18:28

 Compartilhe:

A CHESF É NOSSA, É DO NORDESTE. O RIO SÃO FRANCISCO É DO BRASIL!

O Nordeste tem duas histórias: ANTES e DEPOIS da CHESF

Antônio Galdino

A CHESF É NOSSA, É DO NORDESTE. O RIO SÃO FRANCISCO É DO BRASIL!

Foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso
Operários da Chesf abrindo a rocha para construir a usina a 80 metros de profundidade

Operários da Chesf abrindo a rocha para construir a usina a 80 metros de profundidade

O Brasil passa por uma crise econômica e política das maiores de sua história. E, na procura intensa por uma solução imediatista, o governo federal tem-se utilizado da caneta pra vender o país para cobrir os enormes rombos que o desgoverno de muitos anos trouxe ao erário do país.

Arq. Folha Sertaneja
Rio São Francisco - o rio da unidade nacional

Rio São Francisco - o rio da unidade nacional

 Não bastasse a desgraceira que fizeram com o rio São Francisco, enganando a todos com promessas de revitalização que nunca aconteceram embora tenha sido anunciado o envolvimento de 14 ministérios do governo nesta missão, todos comemoram efusivamente, a transposição das águas de um rio que está morrendo a cada dia a ponto das usinas hidrelétricas ao longo do seu caminho das águas estarem quase todas paradas.

Ainda assim, como um golpe de misericórdia, na busca incessante de mais alguns trinta dinheiros, o governo que já havia ferido de morte a maior e mais importante empresa do Nordeste, a Chesf, ao transformá-la num braço da falida Eletrobrás, agora anuncia, como se dono dela fosse, a venda desta holding que reúne 233 usinas produtoras de energia elétrica, mais de 70 mil quilômetros de linhas de transmissão.

Foto:João Tavares
Usinas da Chesf em Paulo Afonso-BA

Usinas da Chesf em Paulo Afonso-BA

Quase todas as usinas da Chesf são hidrelétricas e 95% delas dependem das águas do rio São Francisco, quase morto mas ainda o maior provedor da vida e do desenvolvimento do Nordeste cedendo suas águas para a irrigação, a navegação, o turismo e a produção de energia elétrica, significa que o governo federal também está vendendo o rio São Francisco, o único totalmente brasileiro, a quem der mais, seja brasileiro ou estrangeiro.

Triste Brasil cujos últimos governantes não tem respeito por uma empresa do porte da Chesf que, com a sua presença, mudou a história desta região, que era uma antes da Chesf e outra, progressista, grandiosa, depois que passou a receber a energia elétrica das primeiras usinas instaladas em Paulo Afonso, gerando milhões de quilowatts, aproveitando a força das águas, imensas desse grande rio.

Arq. Folha Sertaneja
Prof. Galdino na Cachoeira de Paulo Afonso, em Março de 2006

Prof. Galdino na Cachoeira de Paulo Afonso, em Março de 2006

 Em todo o tempo as águas do rio São Francisco foram muitas e, na divisa dos estados da Bahia e Alagoas, onde Delmiro Gouveia descobriu que as forças das águas era sinônimo de desenvolvimento para a região, do paredão de granito despencavam mais de 15 mil metros cúbicos de água por segundo formando a grandiosa Cachoeira de Paulo Afonso.

Foto: Antonio Galdino
Cachoeira de Paulo Afonso em 26 de Agosto de 2017

Cachoeira de Paulo Afonso em 26 de Agosto de 2017

Hoje, a cachoeira está seca e pelas usinas da Chesf passam apenas 550 metros cúbicos de água por segundo.

Ainda assim o governo forçou a barra, ignorou os recados do Ibama e fez a transposição sem a necessária revitalização.

divulgação
A transposição em monografia da ADESG Bahia

A transposição em monografia da ADESG Bahia

 E agora, depois de enganar ao povo nordestino humilde e de boa fé todo esse tempo, quer se livrar do maior patrimônio do Nordeste, a Chesf, vendendo-a por quaisquer 30 dinheiros, traindo a confiança e roubando a alegria de todos nós nordestinos, sertanejos sofredores, vítimas da sanha e da ganância de maus políticos que envergonham a todos nós.

Arq. Folha Sertaneja
Usinas PA 1,2 e 3 da Chesf em Paulo Afonso

Usinas PA 1,2 e 3 da Chesf em Paulo Afonso

A Chesf foi a redenção do Nordeste, deu vida e esperança a milhões de nordestinos, gerou riquezas, progresso e desenvolvimento e não pode, não deve ser vendida mas mantida forte proporcionando mais progresso, mais vida, mais crescimento desta nossa nação nordestina.

 

Arq. Folha Sertaneja
Usina Hidrelétrica de Xingó

Usina Hidrelétrica de Xingó

 É preciso dar um basta de uma vez nesses desejos malucos de burocratas e políticos que chegaram ao poder e, como se nunca tivessem comido mel, vivem se lambuzando e enchendo os bolsos de muito dinheiro à custa da miséria de milhões de brasileiros, desmatando a Amazônia, deixando morrer os nossos rios e mantendo-se impunes de suas roubalheiras pela ação e pela omissão também deprorável de juízes, desembargadores, gente nojenta que também enlameia o poder judiciário.

Foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso
No começo era assim, trabalhadores buscando emprego

No começo era assim, trabalhadores buscando emprego

O dinheiro infelizmente está comprando muita coisa nesse país, inclusive a vergonha, se é que já tiveram isso, de muitos que chegam ao poder, aos três poderes da República, talvez espelhados na medonha gestão da Venezuela, de que muitos são fãns de carteirinha.

Foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso
As ensecadeiras, fechando o rio, uma dureza, orgulho dos sertanejos...

As ensecadeiras, fechando o rio, uma dureza, orgulho dos sertanejos...

 Nós, os sertanejos, analfabetos ou letrados, construímos a Chesf, com sangue, suor e lágrimas, mas também com muito orgulho porque com a energia da Chesf construímos um novo Nordeste.

A Chesf precisa continuar sendo do Nordeste e dos brasileiros e estes mesmos nordestinos tão amorosos precisam refletir na necessidade de em 2018 fazer com que muitos dos políticos que aparecem dizendo-se seus representantes por aqui, percam seus vôos para Brasília, não sejam reeleitos.

Foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso

"Vejo a usina, feliz mensageira, dizendo na força da Cachoeira... O Brasil vai..." diziam Zé Dantas e Luiz Gonzaga em 1955

É a forma de dizer que a Chesf é nossa, é do Nordeste e que nos respeitem, seus ladrões engravatados!

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.