• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

27.05.2018 | 19:00

 Compartilhe:

George, um mestre com o giz na mão

"Aos mestres, a nossa homenagem, com todo carinho"

Francisco Nery Júnior

George, um mestre com o giz na mão

imagem ilustrativa

 Tive um professor em Massachusetts, na cidade de Worcester. Chamava-se George e tinha 69 anos de idade (os americanos, quando citam alguém, costumam acrescentar a idade). George foi um dos melhores professores que tive na vida. Nasceu com a pedagogia na alma. Conduzia o nosso raciocínio de forma peculiar e nós aprendíamos. Se o leitor está pensando que vou descrever a nossa sala de aula como um laboratório cheio de todo tipo de bugigangas eletrônicas, está enganado.

Havia um quadro e giz na sala. Lá pela terceira aula, não segurei a curiosidade e disparei para o mestre: “Mas George, lá no Brasil a gente pensa que as escolas americanas são equipadas com todo tipo de máquinas e recursos visuais.” George tranquilamente respondeu: “O melhor amigo do professor ainda é o quadro e um pedaço de giz”.

imagem ilustrativa

Evidente que os institutos tecnológicos têm que ser equipados com o que há de melhor em termos de tecnologia. As escolas de Paulo Afonso se esforçam para oferecer o melhor para os seus alunos. Elas aceleram o quanto podem a instalação dos seus laboratórios.

imagem ilustrativa

 Um conceituado professor, membro do Conselho Federal de Educação, uma vez afirmou que uma boa aula pode ser dada em um barracão improvisado. Estavam na moda os prédios imponentes de Leonel Brizola e de Fernando Collor. O leitor sabe que a palavra academia vem de Academus, o jardim onde Platão reunia os seus alunos e dava as melhores aulas que o mundo já viu.

Uma boa educação, uma boa escola, uma boa aula não dependem exclusivamente do material de apoio. Há uma série de fatores que podem corroborar o bom processo educativo. As melhores escolas, avaliadas pelo Ministério da Educação, não são as que servem à classe alta ou as que estão nas regiões mais ricas do país. Elas são aquelas onde os dirigentes se preocupam mais – e prioritariamente - com os aspectos pedagógicos, os alunos permanecem mais tempo na área escolar e os pais apoiam - repito, apoiam- as atividades pedagógicas.
Francisco Nery Júnior

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.


Table has no partition for value 1544617900