• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Regional

11.07.2018 | 19:28

 Compartilhe:

Crea promove Caravana BIM em Paulo Afonso

Evento é gratuito e será realizado em 17 cidades baianas

Nadja Pacheco - Analista da Assessoria de Comunicação do Crea-BA

Crea promove Caravana BIM em Paulo Afonso
Evento é gratuito e será realizado em 17 cidades baianas

divulgação
Caravana do Crea em Paulo Afonso

Caravana do Crea em Paulo Afonso

 O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia vai promover no dia 18 de julho o projeto Caravana BIM, que tem o objetivo de divulgar a tecnologia Modelagem da Informação da Construção gratuitamente aos profissionais da área tecnológica de Paulo Afonso.

divulgação

Levar informação e conhecimento sobre a tecnologia BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) aos profissionais da área tecnológica. Esta é a proposta da Caravana BIM 2018, promovida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, que pretende visitar 17 municípios do interior e região metropolitana de Salvador. A ideia é capacitar profissionais de engenharia, além de estudantes universitários. As primeiras cidades que receberam o projeto foram Feira de Santana e Lauro de Freitas.

Este é o segundo ano da Caravana BIM. Em 2017 o projeto atingiu cerca de 5 mil pessoas, entre profissionais e estudantes. A iniciativa é gratuita e coordenada pela profissional da área tecnológica, Laura Matos. Os eventos já ocorreram em Feira de Santana e Lauro de Freitas, o próximo será em Juazeiro, no dia 17 de julho. (confira abaixo a programação e link para inscrição).

O BIM representa uma ferramenta revolucionária, trazendo importantes mudanças na área tecnológica. Desde a utilização de novos métodos de trabalho, até novas posturas de relacionamento entre os profissionais envolvidos (arquitetos, projetistas, consultores, incorporadores e construtores).

A Caravana BIM passará ainda por Paulo Afonso, Jacobina, Alagoinhas, Camaçari, Jequié, Vitória da Conquista, Brumado, Guanambi, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Ilhéus, Itabuna, Eunápolis e Teixeira de Freitas.

Em PAULO AFONSO
DIA : 18/07/18 - HORA : 18:30h - 21:00h
LOCAL : Auditório UNEB - Campus VIII - Rua Gangorra, 503 Centro
LINK PARA INSCRIÇÃO: https://doity.com.br/paulo-afonso-caravana-bim-2018

Este evento realizado em vários municípios baianos antecede o III Seminário Estadual sobre BIM que acontecerá no próximo dia 08 de agosto, promovido pelo Crea-BA, em parceria com o Senai/Cimatec, Sinduscon, Sinaenco e CAU-BA, representando uma ação de divulgação da tecnologia e fortalecendo o desenvolvimento tecnológico na indústria da Construção Civil baiana.

ESCLAREÇA SUAS DÚVIDAS SOBRE O BIM

O que é BIM e porque devemos utilizar?
Trata-se de uma nova plataforma da tecnologia da informação aplicada à Construção Civil e materializada em novas ferramentas (softwares), oferecendo funcionalidades e novos recursos digitais, permitindo que, a partir da modelagem dos dados do projeto de uma edificação ou instalação, o conjunto de processos combinados com a tecnologia, gera uma metodologia para gerenciar o processo de projetar, ensaiar o desempenho do modelo, gerenciando o conjunto de informações e dados, através de todo ciclo de vida da edificação ou instalação. A utilização da tecnologia, representa a evolução na atividade laboral da engenharia civil e arquitetura.

Esta tecnologia já está sendo muito utilizada no Brasil?
A construção civil tem aderido rapidamente ao BIM em diversas partes do mundo. São inúmeras iniciativas conhecidas, algumas com abrangência de política estratégica nacional, como no caso do Reino Unido, Cingapura e Chile, onde todas obras financiadas com dinheiro público precisam ser desenvolvidas com o uso da plataforma BIM. No Brasil, a adoção do BIM ainda pode ser considerada incipiente, mas algumas das principais iniciativas têm sido tomadas pelos bancos e agências públicas, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE-SP).

Quais os custos para implementar essa ferramenta?
BIM, refere-se a uma plataforma que possibilita a utilização de diversas ferramentas (softwares).
A definição do hardware e software que serão utilizados para implementação do BIM, requer que o profissional ou a empresa conheça previamente as diversas ferramentas (softwares) disponíveis no mercado, identificando os casos e os usos para o desenvolvimento dos projetos ou obras específicos de cada um.

Além da utilização dos novos softwares, o que mais é necessário para implantar o BIM?
A adoção da tecnologia BIM no processo produtivo seja de um escritório de projetos, ou numa construtora, implica numa mudança de paradigma, imposto pelo uso das ferramentas de modelagem. Tomar a decisão de adotar o BIM significa decidir realizar uma mudança na maneira como as atividades e processos são executados atualmente, para tanto são necessários: capacitação, recursos e desenvolvimento de um plano de ação dedicado a implementação do BIM.

Que tipo de mudança a tecnologia BIM provoca na relação entre os profissionais envolvidos na execução de uma obra?
A tecnologia BIM proporciona a elaboração de um “modelo compartilhado”, isto é um desenho que possibilita a troca de informações e interações com os profissionais envolvidos no processo. Estamos acostumados a desenvolver projetos específicos para cada uma das principais disciplinas que compõem uma edificação ou instalação, ou seja, projeto arquitetônico, estrutural, instalações, etc. A tecnologia BIM propõe o compartilhamento de informações das diversas disciplinas no mesmo modelo, desenvolvido num processo coordenado dentro da premissa do “trabalho colaborativo”, no qual o esforço realizado por um participante do processo pode ser totalmente aproveitado por outro, que atuará no projeto em fases subsequentes do ciclo de vida do empreendimento.

Como a tecnologia BIM pode ajudar os governos municipais, estaduais e o federal em uma maior eficiência nos investimentos em obras públicas?
Dentre os principais benefícios e funcionalidades que a tecnologia BIM nos traz podemos citar:
• visualização 3D do que está sendo projetado ou construído;
• extração automática das quantidades de um projeto;
• realização de simulações e ensaios virtuais;
• identificação automática de interferências;
• geração de documentos mais consistentes e íntegros, dentre outros.
Todos esses recursos possibilitam um maior controle do que será edificado, tanto na fase de execução quanto na auditoria e controle das contas públicas, reduzindo a quantidade de aditivos, inibindo os desvios de conduta, aumentando a agilidade e a transparência de todo o processo.”
(Nadja Pacheco - Analista da Assessoria de Comunicação do Crea-BA)

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.