• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

26.12.2018 | 01:40

 Compartilhe:

O combate ao uso das drogas

ATENÇÃO! O perigo começa por volta dos doze anos de idade

Francisco Nery Júnior

Divulgação
ATENÇÃO! O perigo começa por volta dos 12 anos de idade

ATENÇÃO! O perigo começa por volta dos 12 anos de idade

 O combate ao uso das drogas

Francisco Nery Júnior

Li, com atenção, neste mesmo site, que um grupo de artistas, liderados pelo publicitário Albany Silva, encetou uma campanha de combate ao uso de drogas. O uso do cigarro, droga das mais nocivas, causa 52 (cinquenta e duas) doenças. Vale dizer cinquenta e duas doenças conhecidas (informação de uma publicação especializada)!

O uso excessivo das vírgulas e a última citação devem ter trazido o leitor para a importância da promoção. Carece lembrar a felicidade da expressão combate ao uso, e não ao traficante ou mesmo às drogas, posto que sem usuários não existiriam traficantes.

Não obstante a esperança que o ciclo da dedicação às drogas, fenômeno quase inexplicável se considerarmos a terrível capacidade de destruição ao indivíduo viciado, vai passar – pelo menos arrefecer –, temos todos que tomar posição imitando os artistas de Paulo Afonso. O ciclo pode efetivamente passar como passou (ou arrefeceu) o ciclo da cachaçada na Inglaterra do final do século dezenove e início do século vinte. O doutor Percy Cardoso, professor meu e de Carlos Cruz na PUC de Salvador, nos chamou a atenção para o fenômeno dos ciclos na humanidade.

O que levaria, afinal, um jovem do século vinte e um a iniciar o consumo de uma droga – que passa, quase invariavelmente, ao consumo de drogas mais pesadas, nocivas e destruidoras? Porventura ele não sabe o inferno terrível em que está a entrar? Não sabe que o meio mais eficiente de deixar as drogas é simplesmente não começar? Não sabe que a saída do lamaçal movediço é quase impossível?

Campanhas de esclarecimento, vigilância dos pais (o perigo começa em volta dos doze anos de idade), cuidado na escolha dos amigos e combate ao tráfico são algumas armas que têm sido usadas. Novamente, o que levaria o jovem de hoje, altamente informado, a enveredar pelo caminho das drogas?
Em 1989 fui estudar no Texas. Um dos meus objetivos foi pesquisar em uma sociedade diferente da nossa, muitas vezes citada como padrão, por que os jovens de lá [também] não tinham a força necessária para dizer não às drogas. Em duas outras ocasiões e lugares diferentes dos Estados Unidos, fiz a mesma pesquisa. A resposta que invariavelmente obtive foi: “peer pressure”, isto é, pressão do companheiro. A vontade ou obrigação de se entrosar, a pressão para se socializar, progredir, dar-se bem, mostrar resultados, o medo de parecer cafona, ser considerado um nerd são fatores que empurram o jovem para as drogas.
Estas considerações, quero crer, poderão ser bastante importantes para a escolha de estratégias no combate ao uso das drogas.
Francisco Nery Júnior

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.


Table has no partition for value 1548247326