• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Opinião

22.01.2019 | 19:28

 Compartilhe:

O que falta em Paulo Afonso (crueldade aos animais)

Vamos conversar sobre o amor aos nossos pets

Francisco Nery Júnior

 O que falta em Paulo Afonso
(crueldade aos animais)

Imagem ilustrativa...

 Não é sobre uma ponte adicional. Nem sobre a famigerada UTI [que têm elegido muita gente]. Vamos conversar, data vênia dos leitores usados e inveterados no amor de Paulo Afonso, sobre o amor aos nossos pets. Sim, amamos Paulo Afonso já que amar, berlique-berloque um tanto ou quanto fora de moda, não é pecado. Muito menos mete vergonha a ninguém.

Imagem ilustrativa...

Amamos os nossos animaizinhos e sofremos com o descuido de muitos deles por parte de alguns amigos, vizinhos e companheiros aos quais também dedicamos o mais profundo amor das nossas almas. Com isso, queremos estar seguros que não – não mesmo – acabamos de amealhar mais alguns inimigos. Ainda, não falamos do ponto de vista de [únicos] guardiões do bem, já que “não há um sequer que faça o bem”.

Temos que partir do pressuposto que eles, os animais domésticos, dependem da nossa proteção. Foram domesticados sem nenhum aval próprio, nos dedicam amor, proteção e vantagens outras e, por isso, estão indiscutivelmente classificados para a nossa proteção.

Do Facebook

 O que é isso de animais encarcerados, famintos e esqueléticos à nossa vista? Sob os nossos narizes a nos provocar a defendê-los? Os responsáveis são criminosos, diz a lei. Nós outros somos potencialmente zeladores do cumprimento da lei. Todo cidadão é um preposto da lei.

Do Facebook

Importante: os animais não precisam da nossa proteção. Estão na Natureza pródiga há milhões de anos e assim nela sobrevivem. Repetindo, não precisam de nós! Livres, sob a proteção máxima do Deus todo poderoso, não precisariam de nós. Mais uma vez e de novo, temos obrigação de tratar bem os nossos animais. Se só um prato de comida na mesa, temos que dividi-lo com eles.

Melhor um cão solto na rua, que dentro de um muro no descaso de um “dono” desalmado. As almas bondosas de Paulo Afonso saberiam alimentá-los. A lei manda que façamos uma denúncia a quem de direito. Crueldade é caso de polícia!

E ficamos no dilema: denunciar e ganhar um novo inimigo ou para sempre perder a ternura.
(Francisco Nery Júnior)

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.


Table has no partition for value 1550837094