• Tamanho da letra:
  • -A
  • +A

Início » Local

26.02.2019 | 19:45

 Compartilhe:

Programa de construção de rampas de acessibilidade tem continuidade

600 rampas no comércio, bancos, praças, parques e outros locais

ASCOM/PMPA

Programa de construção de rampas de acessibilidade tem continuidade

Divulgação ASCOM PMPA
Lúcio Flávio, presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Compede)

Lúcio Flávio, presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Compede)

 O governo municipal segue o programa de construção de rampas de acesso em vários pontos da cidade. Atualmente, a equipe iniciou o adequamento da rampa da área externa da Prefeitura, visando a melhoria da entrada das pessoas com a mobilidade reduzida no prédio público.

A iniciativa faz parte do conjunto de revitalização proposto pelo município, onde estão sendo implantadas 600 rampas nas áreas de comércio, bancos, praças, parques e outros locais de grande fluxo, como rodoviária, escolas, terminais de ônibus e prédios públicos.

Para o presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Compede), Lúcio Flávio, que acompanhou o andamento da obra na manhã desta terça-feira (26), a rampa de acesso é um reconhecimento da administração com este grupo. “Isso mostra o reconhecimento da administração, com todos os cidadãos, garantindo assim, qualidade de vida” destacou Lúcio.

Divulgação ASCOM PMPA

Lúcio Flávio ressalta que é importante que a população se conscientize sobre a obrigação de eliminar os obstáculos que dificultam a mobilidade de pessoas. “Desde 2010 está sendo realizado um programa de mobilidade e acessibilidade em Paulo Afonso, buscando adequar a cidade e educar a população no sentido de preparar suas calçadas para facilitar a locomoção de pessoas com deficiência. Nessa etapa, estão sendo construídas rampas nas avenidas Apolônio Sales, Hemetério de Carvalho, Landulfo Alves, Otaviano Leandro de Morais, José Moreira e da Maçonaria, além do Ginásio de Esportes Luís Eduardo Magalhães e rodoviária. É importante que os empresários façam sua parte, facilitando o acesso de pessoas com mobilidade reduzida em suas lojas, e que os proprietários de imóveis tomem cuidado para não criar obstáculos que prejudiquem essas pessoas”, observa.

Enviar por e-mail

Insira até cinco e-mails, separados por vírgula





Deixe um comentário






O comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.


Table has no partition for value 1552974233